Emerson Machado e Marcos Menin reivindicam benfeitorias para Vila Rural

por lleal — publicado 01/02/2017 21h48, última modificação 01/02/2017 21h48

Liliani Leal
Assessoria de Imprensa
Câmara de Vereadores de Alta Floresta

Os vereadores Emerson Sais Machado (PMDB) e Marcos Roberto Menin (DEM) enviaram ofício para a direção da CAB Alta Floresta reivindicando a implantação de uma rede de distribuição e abastecimento de água encanada e tratada para os Projetos de Assentamentos Estaduais Vila Rural Júlio Firmino Domingos (PE Vila Rural I) e Vila Rural Nossa Senhora Aparecida (PE Vila Rural II).

Preocupados com as dificuldades enfrentadas pelos moradores, os vereadores informaram que há anos centenas de famílias aguardam ansiosas a chegada deste importante benefício básico que levará mais saúde, conforto e motivação para os trabalhadores rurais permanecerem nas suas propriedades.

Alertando para a necessidade das benfeitorias, os legisladores também lembraram que o período de estiagem tem se prolongado por meses na região afetando as famílias e prejudicando o desenvolvimento da agricultura familiar, principal finalidade dos assentamentos, que foram criados pelo Governo de Mato Grosso há mais de 15 anos para assentar mais de 200 famílias, porém, até hoje não foram contemplados.

Os vereadores Emerson Sais Machado (PMDB) e Marcos Roberto Menin (DEM) enviaram ofício para a direção da CAB Alta Floresta reivindicando a implantação de uma rede de distribuição e abastecimento de água encanada e tratada para os Projetos de Assentamentos Estaduais Vila Rural Júlio Firmino Domingos (PE Vila Rural I) e Vila Rural Nossa Senhora Aparecida (PE Vila Rural II). 

Preocupados com as dificuldades enfrentadas pelos moradores, os vereadores informaram que há anos centenas de famílias aguardam ansiosas a chegada deste importante benefício básico que levará mais saúde, conforto e motivação para os trabalhadores rurais permanecerem nas suas propriedades. 

Alertando para a necessidade das benfeitorias, os legisladores também lembraram que o período de estiagem tem se prolongado por meses na região afetando as famílias e prejudicando o desenvolvimento da agricultura familiar, principal finalidade dos assentamentos, que foram criados pelo Governo de Mato Grosso há mais de 15 anos para assentar mais de 200 famílias, porém, até hoje não foram contemplados.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.